Merielen

31 dezembro, 2007

Feliz 2008!!!!

Em 2008, desejo mais Jesus e menos religião... Mais amor, paz, compreensão e sucesso... Menos poluição, políticis fdp e principalmente que as pessoas abram os olhos que vejam que elas têm o poder de mudar as coisas...

20 dezembro, 2007

I'm Sorry...

Olá Galera,
Infelizmente não consigo mais postar no meu bloguinho tão querido... Não vou ser otimista e dizer que é por pouco tempo, não sei quando vou poder postar algo novamente... Mas eu juro que um dia eu volto!

OBRIGADA PELO CARINHO....

04 dezembro, 2007

POBD


Até que não fui tão mal assim na prova de POBD - Projeto e Organização de Banco de Dados. Mas com certeza vou para G2. It sucks!!!

03 dezembro, 2007

Desanimada


Descobri que não sei nada de banco de dados... Não de banco de dados em si, mas da maneira como deveria saber para ir bem na prova hoje... É que as ferramentas nas quais temos que nos basear, são um tanto quanto... Como dizer? Na real eu desaprendi algumas coisas e reaprendi outras de uma maneira não muito funcional, é como emburrecer... Ai Zeus!!! O que eu vou fazer? :-(

30 novembro, 2007

Correria...

Hoje a correria é para a prova de Tópicos em T.I... Governança de T.I, ITIL, Cobit, SLA, SCM, ISO17799, SOX, CMM, ROI, e-business... Ai Zeus, somebody save-me!!! É uma sopa de letrinhas... Mas eu vou papar ela e não o contrário. Quem consegue tirar nota 10 em Matemática Financeira e 9.3 em estatística consegue passar por esta... mesmo que seja uma sopa de letrinhas... Huahuahuahauhaua!!! Férias, estou cada vez mais próxima de ti e nunca na minha vida te quis tanto!!!
Ainda pensando em "Last Night"... I need you and you need me... I'll never let you go... I'll always love you so... your heart belongs to me... Ai que música linda!!!

Elis Regina Poderosa

Poxa, tava olhando as pastas compartilhadas de música e achei uma com músicas da Elis. Não tenho nenhum Cd dela, mas gosto bastante dela e de suas músicas... Comei a escutar suas músicas e lamentei por sua morte tão precoce. Caramba, a voz desta mulher é poder puro... Saí atrás de mais informações para postar aqui no blog e descobrI que ela foi a primeira pessoa a registrar sua voz como instrumento... E de fato era! Voz gloriosa, cheia de emoção... Ela cantava com muita emoção... Era perfeita! Pena que caiu na bobeira de se drogar, ai danou-se tudo... Lamentável! :-(

A marca da estrela

Cheia de vitalidade nos seus 36 anos, Elis Regina de Carvalho Costa deixou na música brasileira sua marca de estrela. Vinte anos após a morte, ela ainda é considerada a maior cantora que o país já teve. Uma reputação construída arduamente. Elis passou metade da vida em estúdios, distribuindo uma voz impecavelmente afinada por 27 álbuns. Foram exatamente dezoito anos de carreira. Ela era a dona da mais perfei­ta alquimia entre técnica e emoção e vestia a fama como se fosse um daque­les vestidos caros, que, por belos, de­vem ser sempre trocados. A cada vitória ela safa, inquieta, em busca de uma nova parada: “Sempre vou viver como camicase. É isso que me faz ficar de pé”, confessava.

E foram muitos os vôos vitoriosos dessa estrela desde que ela chegou ao Rio de Janeiro, em 1963, com 18 anos e pouco dinheiro na mala. Aquela pe­quena gaúcha de 1,53 m ("Meu proble­ma são 10 centímetros a mais; então es­taria tudo resolvido", dizia) desceu nervosa numa música popular enriquecida pela melodia da bossa nova e empobrecida pela escassez de intérpretes que levava ao reinado uma Nara Leão, desafinada, porém levemente soturna, como se que­ria.

Agitada, chamaram-na "Pimenti­nha". Movendo os braços para cima e para baixo, foi ridicularizada pelo cro­nista Sérgio Porto, que dizia não saber se ela era "uma cantora que nada ou uma nadadora que canta". Havia nela, porém, uma pessoa enérgica, inquieta e, acima de tudo, uma cantora afinada. Não conseguiu ancorar-se num gênero que lhe garantisse o sucesso comercial, como sucedeu a Maria Bethânia no mo­delo "amor inesquecível". Muito me­nos agarrou-se à repetição de adoráveis recursos, como fazia Roberto Carlos. Fal­tou-lhe a alegria contagiante de Gal Costa e o pique de Rita Lee. Mas tinha algo que faltava a todos e, por isso, quando se procura a voz daquela época, ela está num disco de Elis.

Nascida em Porto Alegre em 17 de março de 1945, Elis começou a cantar em um concurso mirim no Clube do Guri, programa de uma rádio da cidade. Seu primeiro contrato profissional só viria em 1959, quando se apresentou na Rádio Gaúcha de Porto Alegre no programa de Maurício Sobrinho. Um ano depois, gravaria o primeiro compacto simples pela gravadora Continental: Dá Sorte e Sonhando. Sem abandonar os estudos, continuou a profissão de cantora com o lançamento do seu primeiro LP, Viva a Brotolândia, em 1961. Em 1963, Porto Alegre ficou pequena para a voz de gigante de Elis e ela parte para o Rio de Janeiro. E foi assim que o resto do Brasil teve a sorte de conhecê-la. Em abril de 1965, ela conhece o sucesso ao ganhar o I Festival de Música Popular Brasileira da TV Excelsior, com a música Arrastão, de Edu Lôbo.

Logo em seguida foi contratada pela TV Rio e passou a trabalhar ao lado de Jorge Ben, Wilson Simonal e outros. Depois, gravou Dois na Bossa ao lado de Jair Rodrigues, um de seus maiores parceiros. Ao lado também de Jair apresentou um dos programas musicais mais importantes da música brasileira, O Fino da Bossa, que estreou em 1965 na TV Record. A partir daí a carreira solo de Elis decola.

Começou a gravar canções de compositores que se tornariam consagrados como Milton Nascimento, Belchior e Renato Teixeira. Em 1969, fez vários shows em capitais européias. Nos Estados Unidos, ficou popular com o disco Elis e Tom, de 1974. No ano de 1979 participou do Festival de Jazz de Montreux, na Suíça, e gravou um de seus maiores sucessos, O Bêbado e a Equilibrista, de Aldir Blanc e João Bosco, dupla que lhe forneceria inúmeros sucessos, como Caçador de Esmeraldas, Mestre-sala dos Mares e Dois pra Lá, Dois pra Cá. No começo da década de 1980, experimentou o sucesso nos palcos. Em 1982, no auge da carreira e planejando mais um disco, Elis Regina Carvalho da Costa morreu, deixando um legado importantíssimo para a música brasileira.

Fonte: Veja

29 novembro, 2007

Last night

Nossa, como eu gosto desta música... Meu filho então nem se fala. É uma música triste mas tem uma batida tão gostosa... Impossível não dançar quando ela toca...
P. Diddy - Last Night

[Diddy:]
Last night (last night)
I couldn't even get an answer (answer)
I tried to call (Tried to Call)
But my pride wouldn't let me dial (Dial)
And I’m sitting here (Sitting Here)
With this blank expression (Expression)
And the way I feel
I wanna curl up like a child (Child)

I know you can hear me
I know you can feel me
I can't live without you
God please make me better
I wish I wasn't the way I am

[Keyshia:]
If I told you once, I told you twice,
You can see it in my eyes.
I'm all cried out,
With nothing to say
You're everything I wanted to be.
If you could only see,
Your heart belongs to me.
I love you so much; I’m yearning for your touch.
Come and set me free,
Forever yours I’ll be,
Baby won't you come and take this pain awayyyyy.

[Diddy:]
Last night,
I couldn't even get an answer.
Tried to call,
But my pride wouldn't let me dial.
And I’m sitting here,
With this blank expression
And the way I feel,
I wanna curl up like a child.

[Keyshia:]
I need you,
And you need me.
This is so plain to see,
And I will never let you go and,
I will always love you so.
I will...
If you could only see,
Your heart belongs to me.
I love you so much; I’m yearning for your touch.
Come and set me free,
Forever yours I’ll be,
Baby won't you come and take this pain awayyyyy.

[Diddy:]
Last night,
I couldn't even get an answer.
Tried to call,
But my pride wouldn't let me dial.
And I'm sitting here,
With this blank expression
And the way I feel,
I wanna curl up like a child.

[Diddy:]
Tell me what....words to say,
To make you come back,
And break me like that.
And if it matters I’ll rather stay home,
With you I’m never alone.
Don't want to wait till you're gone,
Don't ever you be, just don't leave me.

[Diddy:]
Last night,
I couldn't even get an answer.
Tried to call,
But my pride wouldn't let me dial.
And I’m sitting here,
With this blank expression.
And the way I feel,
I wanna curl up like a child.

[Keyshia:]
I need you,
And you need me.
This is so plain to see,
And I will never let you go and,
I will always love you so.
I will...
If you could only see,
Your heart belongs to me.
I love you so much, I’m yearning for your touch.
Come and set me free,
Forever yours I’ll be,
Baby won't you come and take my pain awayyyyy.

[Diddy:]
Last night,
I couldn't even get an answer.
Tried to call,
But my pride wouldn't let me dial.
And I’m sitting here,
With this blank expression
And the way I feel,
I wanna curl up like a child.

[Keyshia:]
I'm so alone I’m soooo lonelyyyyy,

Why don't you pick the phone,
And dial up my number,
And call me a baby,
I'm waiting on you.

Why don't you pick the phone?
And dial up my number,
Just call me a baby,
I'm waiting on you.

[Phone dialing and ringing]

[Diddy:]
Hello
Hey waz-up
I've been tryin' to reach you all night
That shit ain't funny not picking up the mutha fucking phone
Better stop fucking playing with a nigga's feelings like that
You know how much I love you though right?
But for them couple of seconds though,
When I couldn't get in touch with you
I'm ready to come over your house and shoot that mutha fucker up
You better fucking not be there when I get over that house
[Laughing]
That's really how it goes down right?

In Doubt...

Qual tipo devo escolher?

O modelo tradicional? Ouro branco? Trabalhada?

28 novembro, 2007

Orgulhosa de mim mesma II

Tá, nem é algo tão extraordinário assim tirar 9.3 em estatística... Mas para mim é como lavar a alma, é o reconhecimento do meu esforço... Dez em matemática financeira é ainda melhor... É que geralmente estas são aquelas cadeiras que dão pânico na galera, que assuta todo mundo, que a maioria fica torcendo para ter média para ir pra G2. Aí eu, que sempre me borrei de medo das "cadeiras mais difícies" do curso, consigo passar em G1 e com notas altas na reta final... É mesmo para se comemorar!!! E é isto que to fazendo!!! Uhuuuuuuuuuu!!!

27 novembro, 2007

A marca de 1000 visitas!!!

Nossa, nem acredito, em tão pouco tempo meu humilde blog já chegou a esta marca! 1000 VISITITAS, alcançadas no dia de hoje! Obrigado a todos pelas visitas e não se acanhem, podem comentar. Não vale me falar por e-mail, telefone, na facul ou na rua...

Meu blog tá muito chique, além de gente do Brasil inteiro, recebo visitas de pessoas do Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Espanha, Portugal... e vários outros países.

A Nessa, do blog
Simplesmente Nessa foi a visitante número 1000. Thank you!

Apenas um sorriso

O texto abaixo é do David Coimbra... Como eu não tenho o dom das letras, acabo por publicar textos alheios, fazendo apenas algum comentário sobre.
Acho que já falei que algumas músicas têm o dom de cantar nossas dores, nossos sentimentos, nossos amores, nossas vidas, como se tivessem sido feitas para nós. O mesmo acontece com um poema, um texto, um sermão na igreja, uma palestra no centro espírita...

O texto abaixo me fez refletir bastante... Me fez lembrar do quanto eu era “rebelde” e por muitas vezes até cruel com meus pais, sempre irritadinha e cheia de razão, achando que sabia tudo e que eles eram ultrapassados e não sabiam de nada... Isto foi no início da adolescência! Confesso que nunca tive muita paciência com seus sermões, embora na maior parte das vezes ouvisse sem contestar, afinal, eles falariam de qualquer jeito, então era melhor só escutar, sem falar nada para acabar logo.

Só que um dia, tudo mudou... Eu virei mãe! Aí eu comecei a rir de mim mesma quando me dei conta dos meus erros, mas não fiquei me condenando não, afinal de contas só quando se é mãe (ou pai) a ficha cai... Antes mesmo de ser mãe, já estava retornando para meus pais, afinal eu já era adulta. As vezes ainda olho para minha mãe e sorrio, sempre tão resmungona, sempre querendo controlar tudo, incluindo nossas vidas, sempre querendo dar palpite... e penso no quanto ela é mãe, me lembro a todo momento da velha frase, tão repetida por ela “O dia que tu for mãe tu vai entender”... Ela tinha razão, eu entendi.



Apenas um sorriso

Quando minha avó ia sair de casa para morrer, fui visitá-la. Já nem caminhava mais, abalada pelo câncer. Naquele dia, seria transferida para o hospital. Fiquei um tempo ao pé da sua cama, despedi-me, beijei-a, já ia saindo, e ela me chamou.

— Que foi, vó?


Começou a fazer força para levantar. Apoiava-se no colchão, soerguia-se com dificuldade, arfava. Protestei:

— Onde a senhora vai, vó?

Não me deu ouvidos. Pôs-se de pé e saiu arrastando as pernas cansadas pela casa, eu atrás, perguntando o que ela queria fazer, jurando que faria para ela, reclamando. Ela foi até a despensa, atrás da cozinha, e de lá tirou um guarda-chuva. Estendeu-o para mim:

— Está chovendo. Tens que te cuidar.

Em seguida, voltou para cama, para não mais se levantar.
Muito pensei sobre esse gesto da minha avó, praticamente o último da sua vida ativa. Um gesto de amor. Quantas vezes ela fez algo parecido por mim, bem como meu avô, minha mãe, minha madrinha... Quantas vezes. E eu? O que lhe dava em troca? Eu, mais preocupado com o que fazer no fim de semana, com a namorada, com o chopinho com os amigos, eu lhe dava quase nada, eu lhe oferecia migalhas, e muito lamentei por isso, depois que ela se foi.

Mas hoje, com meu filhinho nos braços, entendo a minha avó. Porque ele é tão pequeno, ele não tem nada para me dar, além de um sorriso. Um sorriso, apenas, um pequeno sorriso. Só que... não preciso de mais. O que sinto por ele preenche o espaço de amor que existe entre nós.
Assim, um sorriso já é a minha boa recompensa. Um sorriso é o que me basta. Tomara que tenha dado sorrisos bastantes para a minha avó, tomara, tomara, tomara que pelo menos sorrisos não lhe faltasse, porque o amor que ela tinha por mim não faltou.
Texto publicado em 19/11/07 no caderno Meu Filho de Zero Hora

26 novembro, 2007

Orgulhosa de mim mesma

Depois de horas estudando, por vários dias, fazendo alguns sacrifícios e mesmo assim, apreensiva, já que vários colegas tiraram "ZERO" e outros que já se livraram desta cadeira, só o conseguiram fazer depois de repetí-la por três vezes... Aqui está o resultado!!! Que bela surpresa para uma segunda-feira... Tudo bem que a média dos trabalhos (MT) nem atigiu 7.0, que é a média para passar, tudo bem que eu não fui na primeira prova (foi no dia que o Dênis faleceu).... Mas meu, eu tirei "DEZ"... To rindo feito criança!!! Obrigada Senhor!!! Agora é só fazer a prova de substituição e ficar na boa!


23 novembro, 2007

Como ultrapassar os cem anos


Outro texto que recebi por e-mail e achei bacana, parece que um assunto puxa o outro... Então vamos falar de saúde... Eu como sempre fui verificar se este tal Dr. Loiola existe, e o cara existe mesmo e tem até site e pelo que li é bem conceituado, ou seja, a fonte é quente!


Como ultrapassar os cem anos - by Dr. Alessandro Loiola

Em polonês, "STO LAT" é uma forma de cumprimento bastante comum e significa "que você viva cem anos! "

Desejar vida longa e próspera a alguém é uma das saudações mais bonitas que você pode fazer. Em teoria, quanto mais vivemos, maiores serão nossas chances de sucesso e felicidade. A longevidade também é uma maneira indireta de medir a qualidade de vida de um povo: apesar de todas as suas riquezas e monumentos, no Egito de 1.000 a.C. poucos ultrapassavam os 30 anos de idade.
Por volta da época de Cristo, a expectativa de vida havia melhorado pouca coisa: os homens viviam 45 anos em média e as mulheres, 36. Uma lástima.
Mas avançamos muito. Às portas do século XXI, o cidadão comum passou a viver uma média de 75 anos - o equivalente a 2 antigos egípcios e meio! Um tremendo salto de qualidade. Mais que isto: nos últimos 40 anos, o número de pessoas com 100 anos de idade ou mais aumentou 1.000%. Calcula-se que uma de cada 50 mulheres e um de cada 200 homens vivos hoje chegarão ao centenário.
E os cientistas dizem que é apenas o começo, pois temos potencial biológico para viver ainda mais, até os 130-150 anos de idade. Então qual será o segredo?
Como fazer parte desta estatística e comemorar um supercentenário sendo capaz de amarrar os próprios cadarços (se é que irão existir cadarços até lá)? Inúmeros centros de pesquisa em todo o Mundo vêm se debruçando sobre o assunto, com algumas conclusões em comum. Dentre várias, selecionei 05 medidas essenciais para você envelhecer com saúde:

1º - RESPEITE SEU ESTÔMAGO
O ditado "o peixe morre pela boca" também pode ser aplicado aos mamíferos. O alimento é o combustível do corpo. Cuide bem do seu motor, e ele lhe garantirá uma viagem longa e tranqüila. Por exemplo: 70% do colesterol presente no seu organismo são produzidos por você mesmo, principalmente pelo seu fígado. Seguir uma dieta capaz de reduzir os níveis de colesterol é tão importante quanto levar uma dieta pobre em gorduras. Quer outro exemplo? A qualidade da dieta influencia o risco de desenvolver vários tipos de câncer - e os tumores malignos são uma das principais causas de óbito na Terceira Idade. Leve isto em conta quando estiver escolhendo um Plano de Previdência Privada.

2º - RESPEITE SUA HIDRATAÇÃO
Um ser humano é pouco mais que um saco plástico contendo cerca de 40 litros de líquido viscoso e 20 quilos de miúdos secos. A água corresponde a 60% do seu peso. Assim como o radiador do seu carro, você precisa manter o nível de água dentro do ideal, sob o risco de ferver e ter de interromper a viagem antes do previsto. Mas atenção: não inclua bebidas alcoólicas na lista de líquidos preferenciais para hidratação. Ao invés disso, abuse da água potável e dos sucos de frutas naturais.

3º - RESPEITE SEU CÉREBRO
Considere o cérebro como o se fosse o "músculo" mais eficiente do seu corpo. Não o deixe atrofiar por falta de exercícios! Procure estar à volta com atividades que estimulem o raciocínio, desde jogos de memória até equações de física quântica. À noite, premie o esforço dos neurônios com sono de boa qualidade.

4º - RESPEITE SEUS OSSOS
Para cada 1 hora de exercícios regulares, você adiciona 3 horas à sua vida. É uma boa troca, não? Mas nada de exageros: para subir uma escada aos 80 ou levantar-se da cadeira aos 90, você precisará de ossos flexíveis. Na Terceira Idade, um esqueleto estável é mais importante que braços definidos ou um abdome tanquinho. Respeite seus ossos fazendo alongamentos pelo menos duas vezes por semana e obedecendo aos limites de velocidade no trânsito.

5 º - PROCURE UM SENTIDO
Envelhecer significa livrar-se de alguns pesos. Filhos, contas, emprego, responsabilidades... muita coisa sai de cima dos seus ombros. Mas uma carga menor também pode significar um sentido menor para a vida. Essa é uma armadilha comum. A resposta é procurar sempre um novo lugar, uma nova perspectiva existencial. Como disse John Barrymore, "só envelhecemos de verdade quando começamos a trocar nossos sonhos por arrependimentos". Portanto: Aposentou-se? Assuma riscos diferentes, reinvente desafios, volte a estudar, compre um animal de estimação, participe de grupos de leitura, desempenhe trabalhos voluntários (que tal lecionar para crianças carentes?). Separou ou enviuvou? Viaje, faça aulas de dança, conheça pessoas e comece a namorar novamente. Certamente existem aventuras neste mundo que você gostaria de fazer e ainda não fez. Se não forem contra a Lei, faça-as imediatamente! Então, abraços e "STO LAT".

"As rugas devem indicar apenas onde os sorrisos estiveram"! Mark Twain

22 novembro, 2007

As doenças da alma


Recebi este texto por e-mail. Achei interessante, pois há muito tempo escuto dizer que grande parte das nossas doenças são geradas pelas dores das nossas almas, principalmente o câncer... Embora seja difícil acreditar nisto quando se trata de uma criança. Afinal que dores na alma pode ter um anjo que recém chegou neste mundo doido? Seriam dores da alma trazidas de outra vida? E como justificar isto para aqueles que não acreditam em reencarnação ou coisas do gênero? Difícil né? Buenas, achei interessante assim mesmo e decidi postar... Afinal eu já passei por situações difíceis e estressantes em minha vida que acabaram me rendendo uma bela gastrite... É sempre assim, estresse alto = gastrite. Ninguém merece... Vamos ao texto!


"AS DOENÇAS"
Segundo a psicóloga americana Loise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo. "Todas as doenças tem origem num estado de não-perdão", afirma. Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar. Quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais. Pesar, tristeza, raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão. Perdoar dissolve o ressentimento. A seguir, você vai conhecer uma relação de algumas doenças e suas prováveis causas, elaboradas pela psicóloga Louise. Reflita, vale a pena tentar evitá-las:
AMIGDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE: Ambiente familiar inflamado. Gritos, discussões.
CÂNCER: Magoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
DERRAME: Resistência. Rejeição a vida.
DIABETES: Tristeza profunda.
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de auto-valorização.
ENXAQUECA: Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro.
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
HEMORROIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
INSONIA: Medo e culpa.
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido.
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas.
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS: Crítica, desapontamento, fracasso.
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
TIROÍDE: Humilhação.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado
.

21 novembro, 2007

Correndo contra o tempo

Correndo contra o tempo... Provas, trabalhos, provas, provas e mais provas... Somebody save me!
Correria e esforço sobrehumano, mas serei recompensada! Eu tenho fé!!! ;-)

20 novembro, 2007

Estranho amor!


Estranho amor
Eu pensava num amor,
Como uma fonte de água,
Mataria a minha sede, a minha dor,
Enganei-me...

Que fonte é esta?
Quanto mais se bebe,
Mais sede se tem ,
E quando te procuro,
Às vezes te acho, outras vezes ninguém.

Quanto mais te vejo ,
Mais quero te ver,
Quanto mais te beijo ,
Mais quero te ter.

Que amor é este?
Quanto mais queima,
Mais tem por arder.
Que estranha razão é esta?
faz-me lembrar de ti e de tudo esquecer.


By: Misael Roberto

19 novembro, 2007

Quando se quer menos...

É por isto que eu amo música, tantas vezes elas retratam nossa vida, o que sentimos, como nos sentimos... É como se aquela música tivesse sido feita sob medida para nós...

Oh well, esta aqui, que eu adoro a batida, a letra e as vozes maravilhosas dos cantores, seria tudo o que eu teria para dizer sábado... E disse, mas aí doeu demais lá... Então ele decidiu me dar menos, algo mais leve, com paz, expectativas reais... Ainda tô me sentido estranha com tudo... Mas lá vamos nós novamente... Só o amor constrói!!!

Boa Sorte / Good Luck - Vanessa da Mata & Ben Harper
É só isso
Não tem mais jeito
Acabou, boa sorte

Não tenho o que dizer
São só palavras
E o que eu sinto
Não mudará

Tudo o que quer me dar
É demais
É pesado
Não há paz

Tudo o que quer de mim
Irreais
Expectativas
Desleais

That’s it
There's no way
It's over, Good luck

I have nothing left to say
It’s only words
And what l feel
Won’t change

Tudo o que quer me dar / Everything you want to give me
É demais / It's too much
É pesado / It’s heavy
Não há paz / There is no peace

Tudo o que quer de mim / All you want from me
Irreais / Isn’t real
Expectativas / that Expectations
Desleais

Mesmo, se segure
Quero que se cure
Dessa pessoa
Que o aconselha

Há um desencontro
Veja por esse ponto
Há tantas pessoas especiais

Now even if you hold yourself
I want you to get cured
From this person
Who advises you

There is a disconnection
See through this point of view
There are so many special people in the world
So many special people in the world in the world
All you want
All you want

Tudo o que quer me dar / Everything you want to give me
É demais / It's too much
É pesado / It’s heavy
Não há paz / There's no peace

Tudo o que quer de mim / All you want from me
Irreais / isn’t real
Expectativas / that Expectations
Desleais

Now we're falling, falling, falling ,
falling into the night, into the night
Falling, falling, falling, falling into the night
Um bom encontro é de dois
Now we're falling, falling, falling ,
falling into the night, into the night
Falling, falling, falling, falling into the night

16 novembro, 2007

Assédio Moral - O que é?


Escutei outro dia no busão alguém falando sobre o assunto, aí aquela sensação de desconforto me assaltou mais uma vez... Eu já sofri assédio moral e faz pouco tempo. Não é nada agradável lembrar... Mas, decidi postar sobre o assunto, afinal informalções úteis nunca são demais.


O que é assédio moral?
Assédio moral ou Violência moral no trabalho não é um fenômeno novo. Pode-se dizer que ele é tão antigo quanto o trabalho.
A novidade reside na intensificação, gravidade, amplitude e banalização do fenômeno e na abordagem que tenta estabelecer o nexo-causal com a organização do trabalho e tratá-lo como não inerente ao trabalho. A reflexão e o debate sobre o tema são recentes no Brasil, tendo ganhado força após a divulgação da pesquisa brasileira realizada por Dra. Margarida Barreto. Tema da sua dissertação de Mestrado em Psicologia Social, foi defendida em 22 de maio de 2000 na PUC/ SP, sob o título "Uma jornada de humilhações".
A primeira matéria sobre a pesquisa brasileira saiu na Folha de São Paulo, no dia 25 de novembro de 2000, na coluna de Mônica Bérgamo. Desde então o tema tem tido presença constante nos jornais, revistas, rádio e televisão, em todo país. O assunto vem sendo discutido amplamente pela sociedade, em particular no movimento sindical e no âmbito do legislativo.
Em agosto do mesmo ano, foi publicado no Brasil o livro de Marie France Hirigoyen "Harcèlement Moral: la violence perverse au quotidien". O livro foi traduzido pela Editora Bertrand Brasil, com o título Assédio moral: a violência perversa no cotidiano.
Atualmente existem mais de 80 projetos de lei em diferentes municípios do país. Vários projetos já foram aprovados e, entre eles, destacamos: São Paulo, Natal, Guarulhos, Iracemápolis, Bauru, Jaboticabal, Cascavel, Sidrolândia, Reserva do Iguaçu, Guararema, Campinas, entre outros. No âmbito estadual, o Rio de Janeiro, que, desde maio de 2002, condena esta prática. Existem projetos em tramitação nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Paraná, Bahia, entre outros. No âmbito federal, há propostas de alteração do Código Penal e outros projetos de lei.

O que é humilhação?
Conceito: É um sentimento de ser ofendido/a, menosprezado/a, rebaixado/a, inferiorizado/a, submetido/a, vexado/a, constrangido/a e ultrajado/a pelo outro/a. É sentir-se um ninguém, sem valor, inútil. Magoado/a, revoltado/a, perturbado/a, mortificado/a, traído/a, envergonhado/a, indignado/a e com raiva. A humilhação causa dor, tristeza e sofrimento.

E o que é assédio moral no trabalho?
É a exposição dos trabalhadores e trabalhadoras a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções, sendo mais comuns em relações hierárquicas autoritárias e assimétricas, em que predominam condutas negativas, relações desumanas e aéticas de longa duração, de um ou mais chefes dirigida a um ou mais subordinado(s), desestabilizando a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização, forçando-o a desistir do emprego.
Caracteriza-se pela degradação deliberada das condições de trabalho em que prevalecem atitudes e condutas negativas dos chefes em relação a seus subordinados, constituindo uma experiência subjetiva que acarreta prejuízos práticos e emocionais para o trabalhador e a organização. A vítima escolhida é isolada do grupo sem explicações, passando a ser hostilizada, ridicularizada, inferiorizada, culpabilizada e desacreditada diante dos pares. Estes, por medo do desemprego e a vergonha de serem também humilhados associado ao estímulo constante à competitividade, rompem os laços afetivos com a vítima e, freqüentemente, reproduzem e reatualizam ações e atos do agressor no ambiente de trabalho, instaurando o 'pacto da tolerância e do silêncio' no coletivo, enquanto a vitima vai gradativamente se desestabilizando e fragilizando, 'perdendo' sua auto-estima.
O desabrochar do individualismo reafirma o perfil do 'novo' trabalhador: 'autônomo, flexível', capaz, competitivo, criativo, agressivo, qualificado e empregável. Estas habilidades o qualificam para a demanda do mercado que procura a excelência e saúde perfeita. Estar 'apto' significa responsabilizar os trabalhadores pela formação/qualificação e culpabilizá-los pelo desemprego, aumento da pobreza urbana e miséria, desfocando a realidade e impondo aos trabalhadores um sofrimento perverso.
A humilhação repetitiva e de longa duração interfere na vida do trabalhador e trabalhadora de modo direto, comprometendo sua identidade, dignidade e relações afetivas e sociais, ocasionando graves danos à saúde física e mental*, que podem evoluir para a incapacidade laborativa, desemprego ou mesmo a morte, constituindo um risco invisível, porém concreto, nas relações e condições de trabalho.
A violência moral no trabalho constitui um fenômeno internacional segundo levantamento recente da Organização Internacional do Trabalho (OIT) com diversos paises desenvolvidos. A pesquisa aponta para distúrbios da saúde mental relacionado com as condições de trabalho em países como Finlândia, Alemanha, Reino Unido, Polônia e Estados Unidos. As perspectivas são sombrias para as duas próximas décadas, pois segundo a OIT e Organização Mundial da Saúde, estas serão as décadas do 'mal estar na globalização", onde predominará depressões, angustias e outros danos psíquicos, relacionados com as novas políticas de gestão na organização de trabalho e que estão vinculadas as políticas neoliberais.

14 novembro, 2007

Mulheres com curvas, filhos mais inteligentes

Mulheres "com curvas" podem ter filhos mais inteligentes devido ao alto conteúdo de ácido das gorduras poliinsaturadas dos quadris e que são de suma importância para o desenvolvimento do cérebro no feto.
Fonte:
Yahoo Notícias.

Mais um ponto a favor para nós mulheres cheias de curvas! Isto quer dizer que meu filho é um gênio, se considerar minhas curvas... huahauhauhauhau!!!

Brincadeira à parte, eu achei bem interessante a matéria. Afinal foi descoberta mais uma façanha da máquina mais perfeita que já foi criada em todos os tempos, o corpo humano. Lendo isto me lembrei também que quando eu estava grávida do meu filho, li outra matéria que dizia que a melhor idade para uma mulher ter filho seria exatamente aos 20 anos. Nunca me esqueci, pois engravidei extamente com vinte. Tive uma gravidez ótima e meu filho, graças a Deus nasceu muito saudável. Quando a gente engravida começa a ler muito sobre o assunto, geralmente né... E descobre muitas coisas legais... Eu comprei um livro na fase da gravidez que mostrava tudo muito detalhado da vida do bebê, da fecundação aos 7 anos! Aprendi muito, me surpeendi muito... Aí sim tive mais certeza ainda de que o corpo humano é simplesmente perfeito.

Mas vamos voltar à pesquisa... O fato de que os filhos de mães com quadris largos e uma cintura estreita tenham notas altas nos distintos testes de inteligência aos quais foram submetidos, levou William Lassek da Universidade de Pittsburgh e Steven Gaulin, da Califórnia, a concluírem que os fetos se beneficiam de uma provisão rica nos ácidos das gorduras poliinsaturadas.

E não pára por aí... Segundo a pesquisa, este pode ser um dos motivos de os homens preferirem as mulheres que possuem curvas mais generosas. Ponto para nós!!! Yeah!!!

13 novembro, 2007

Amo Como Você Me Ama Jay-C

Música para dizer o quanto eu te amo... Também não quero te perder!
Melanie Thornton - Love How You Love Me

What am I gonna do
What am I gonna say
Laying in the afterglow
You took my breath away
I can't believe it
I dream of you
How could I ever hope
How could I ever pray
Looking to the stars above
Now that we have found a way
I can't believe it

I love - how you love me
Forever and a day
You can trust me
Just believe
I love how you love me
I love - how you love me
No matter what will be
You can trust me
Eternally
I love how you love me
When you love me

I remember all my life
Waiting for someone like you
Searching for a paradise
Everything I found in you
I can't believe it
I dream of you
I can see it clearly now
You're the one to guide my way
Take away the falling rain
Now there is a brighter day
I can't believe it

Jay-C stayed with me, he loves me and I love him!

12 novembro, 2007

Como posso respirar Jay?

Música para cortar os pulsos quando se está perdendo quem se ama :-(

Mario - How Do I Breathe

How do I breathe
How do I breathe

Feels so different being here
I'm so used to being next to you
Life for me is not the same
Theres no-one to turn to
Don't know why I let it go too far
Starting over it's so hard
Seems like everywhere I try to go
I keep thinking of you
I just had a wakeup call
Wishin' that I never let you fall
Baby your not to blame at all
When I'm the one that pushed you away
Baby if you knew I care
You never would have went nowhere
Girl I should have been right there

How do I breathe
Without you here by my side
How will I see
Your love brought me to the light
Where do I go
When your hearts where I lay my head
When your not with me
How do I breathe
How do I breathe

Girl I'm losing my mind
Yes I made a mistake
Thought that you would be mine
Guess the joke was on me
I miss you so bad I cant sleep
I wish I knew where you could be
Another dude is replacing me
God this cant be happening

I just had a wakeup call
Wishin' that I never let you fall
Baby your not to blame at all
When I'm the one that pushed you away
Baby if you knew I care
You never would have went nowhere
Girl I should have been right there

How do I breathe
Without you here by my side
How will I see
Your love brought me to the light
Where do I go
When your hearts where I lay my head
When your not with me
How do I breathe
How do I breathe

I cant get over you no
Baby I dont wanna let go
Girl you need to come home
Back to me
Cause girl you've made it hard to breathe
When your not with me
Tell me

How do I breathe
Without you here by my side
How will I see
Girl Your love brought me to the light
Where do I go
When your hearts where I lay my head
When your not with me
How do I breathe
How do I breathe
Jay-C, I love you... Stay with me!

Tropa de Elite

"Já viu Tropa de Elite? Bah é muito tri!" Este é o comentário que mais ouço de quem já viu o filme, sem contar que quando o assunto nas rodas de amigos é o filme o que mais escuto são as pessoas imitando as falas do filme. Vi neste final de semana e o filme é muito bom.

Mas muito mais que isto, o que me chamou a atenção foi a situação dos personagens que sabemos mostram a realidade de quem vive inserido naquele contexto... Polícia, favelados, traficantes e burgueses. Cada um em seu mundo, uns em situação bem confortável e outros vivendo num inferno. Na verdade, só os burgueses aparentemente vivem em situação confortável, como retrata o filme. E quanto a eles, concordo plenamente com tudo que foi dito e mostrado. Infelizmente há muito filinho de papai idiota que acha o máximo ficar chapado e nem se dá conta do mal que faz ao financiar o tráfico de drogas. Na real o filme mostra um paradoxo. Os burgueses inseridos numa ONG para ajudar a comunidade, mas que ao mesmo tempo consomem drogas que é o que consome e desola a comunidade.

Os policiais, que acabam infringindo a lei pela qual deveriam punir o não cumprimento desta, por serem mal pagos e literalmente enlouquecidos pela chinelagem em que o “sistema” se transformou. É muita coisa absurda retratada ali e que infelizmente todos nós sabemos que são reais, acontecem no dia a dia deles. Difícil não se deixar corromper, difícil não pirar o cabeção.

E os traficantes? Outro paradoxo, em minha opinião, não há crueldade nenhuma no tratamento que recebem. Chinelo que mata gente e põe droga e armas na mão de criança têm que se ferrar mesmo. Direitos humanos? Ah ta bom! E os direitos de suas vítimas? Primeiro falemos no direito destes, depois nos direito humanos deles. Mas se analisarmos bem... De quem é a culpa? Será que as pessoas já nascem ruins? Querendo ser traficante de drogas e assassinos? Bom, alguns poucos já nascem tortos, mas a esmagadora maioria não. Mas o que acontece então? Novamente quem ferra tudo é o sistema. Como diz a música dos Racionais “eles se espelham em quem ta mais perto”. E com certeza isto é muito verdadeiro. As crianças são influenciadas pelo meio em que vivem e não há como contestar isto. Alguns conseguem ir por outro caminho, mas a maioria não. Não tenho estatísticas em nível nacional, mas tenho exemplos.

Aqui no sul, quem não conhece a cidade de Alvorada? Uma das mais violentas da região metropolitana, senão a mais. Um amigo que vive lá desde a infância relata que do tempo em que era adolescente, só restaram alguns poucos conhecidos ou amigos. Conheço muito bem esta pessoa, e acabei fazendo uma “tabulação” com as informações dadas por ele. Em um grupo de mais ou menos 100 pessoas, apenas 10% não se envolveram com algum tipo de crime ou droga na adolescência. Somente 30 no máximo 35 deste grupo continuam vivos. Dos que continuam vivos, apenas uns 10 ou 11 trabalham ou estudam. O resto está preso ou vive do tráfico. Como eu disse isto é uma estatística baseada em um relato de uma única pessoa... Mas dá para se ter uma idéia...

Aí vem a pergunta? Como não se tornar um fora da lei convivendo 24 horas por dia com este exemplo? Difícil né! E depois que se está nesta vida, muitas coisas que são repulsivas para quem vive no asfalto se tornam naturais para quem está lá em cima no morro. Pronto, temos monstros criados pelo sistema.

Mas o que mais me indigna e me tapa a cara de nojo, é a complacência do brasileiro, assim como as crianças que se tornam monstros nos tornamos bestas adormecidas. É tanto escândalo, tanta corrupção, tanta notícia de morte, assalto e demais barbaridades que nos acostumamos com isto. Crescemos vendo este tipo de coisa acontecer, logo estamos habituados, logo não fazemos nada. Somos a maioria neste país, mas não fazemos nada... Sim, “NÓS” não fazemos nada, isto me inclui e isto inclui quem está lendo isto agora. Fazer parte de uma ONG, fazer trabalho voluntário, ser honesto, etc., etc., etc., não é o suficiente. Nem mesmo dar ao meu filho bons exemplos é o suficiente... É preciso mais. Pois enquanto eu ensino meu filho a não roubar, a ser honesto, a estudar, muitos outros estão nascendo no meio da pilantragem.

O que fazer afinal?

08 novembro, 2007

Excesso de Intimiade

Taí uma coisa que eu concordo, determinados níveis intimidade entre um casal são intoleráveis... O motivo? Buenas, eu acho que há certas coisas que um não precisa, definitivamente não precisa saber do outro... Acho horrível uma situação como esta ilustrada na figura acima.
Alguns podem achar bobagem, frescura... Mas não é! Com este excesso de intimidade temos a impressão que conhecemos bem demais a pessoa e muitas vezes isto se traduz em achar que já a conquistamos. Aí acaba o romantismo, aquela conquista diária, os carinhos apaixonas do começo do relacionamento e muitas vezes até a educação entre o casal...
Tá! Tudo bem, isto não é regra para todos os casais, mas infelizmente é para quase todos. Quase todos os casais que eu conheço que se separaram foi por este motivo... Alguns se se pararam por ter havido uma traição, mas até isto, que é algo tão temido ainda está longe de ser o principal motivo... Aí eu pergunto: O que aconteceu? A resposta é "Sei lá, esfriou, era como se fóssemos irmãos, não havia mais aquele amor, aquele carinho, aquele tesão sabe?". E isto é o que? Excesso de intimidade! Acaba-se conhecendo tão bem a pessoa e se acostumando tanto a ela, que parece que o parceiro é só mais um móvel na casa... Tá ali! Conheço bem... Já perdeu a graça... O que é uma pena.
Eu particularmente sofro muito ao ver casais de amigos se separando por isto. Por esta razão e por amar demais o meu partner-life, procuro manter ao máximo a nossa privacidade... Nada de entrar no banheiro quando ele tá fazendo número 2, não quero saber que "cheirinho" tem... Sempre agradeço tudo o que ele faz, sempre procuro ser educada com ele... Há certos hábitos que não devemos deixar de ter só porque se trata do nosso parceiro. Elogio sempre, agradeço sempre, peço sempre com educação! Toda vez que mais um mês de relacionamento se completa, fizemos uma comemoração... Faço questão de tratá-lo com muito amor, carinho e respeito... Mas é óbvio que de nada adianta isto não temos o mesmo em troca...

07 novembro, 2007

As canções de Selena...

Hoje o post é sobre a minha amada Selena... A cantora mais perfeita que o mundo já viu. Não, eu não estou exagerando, ela era simplesmente fantástica, inigualável, inenarrável... No words!

Além de ser linda, carismática e extremamente humilde ela cantava muuuuuuuuito. Voz de veludo como definiu uma amiga minha... Não estão acreditando? Vou além, sua música têm efeito terapeutico... É a mais pura verdade... Quando era membro de grupos sobre ela no Yahoo, li uma mensagem uma vez sobre uma pessoa que sofria de cancês e que para se sentir melhor colocava músicas da Selena, só assim conseguia se sentir melhor... O que dizer então sobre o menino rebelde que não queria estudar e após comprar um cd da Selena, começou a se interessar pelo Espanhol e consequentemente pelas outras matérias? Tá vendo... Ela é um anjo, não há outra explicação. Só Deus sabe como me sinto quando escuto a voz dela... Ela é fonte de inspiração para mim. Vou sempre guardá-la com muito amor e carinho em meu coração.

Buenas, vamos as canções... A primeira é "Fotos y Recuerdos", talvez esta seja minha preferida:

Fotos y recuerdos

Tengo una foto de ti
Que beso cada noche antes de dormir
Ya esta media rota ya se esta borrando
Por tantas lagrimas que estoy derramando
Y es todo lo que me queda detu amor
Solo fotos y recuerdos

Tengo un recuerdo de ti
Que siempre me hace tan feliz
De aquella fiesta en quete conoci
De ese timido beso que te di
Y es todo lo que me queda detu amor
Solo fotos y recuerdos
Tengo una foto de ti
Que beso cada noche antesde dormir
Y es todo lo que me queda detu amor
Solo fotos y recuerdos
Y es todo lo que me queda detu amor
Solo fotos y recuerdos
Fotos y recuerdos
Fotos y recuerdos
Fotos y recuerdos

06 novembro, 2007

Quer falar outro idioma? [6ª Parte]

Intercâmbio

Buenas, ainda não tive a oprtunidade de fazâ-lo, mas vou, com certeza vou. Só Deus sabe como eu quero ir para o Canadá.
Com certeza fazer um intercâmbio é a melhor e mais rápida maneira de aprender outro idioma... Mas é preciso atenção para alguns detalhes... De nada adianta ir para Califórnia por 6 meses se passar o dia inteiro com brasileiros, falando português... Sim, esta é uma das piores armadilhas para quem quer aprender outro idioma. Conheci muita gente que foi para o exterior estudar e voltou sabendo a mesma coisa, não aprendeu quase nada, pois ficava o dio inteiro ao lado de gente que falava a mesma língua... Aí não dá né! Eu sempre digo que quando eu for pra fora, não quer ver nenhum brasileiro por perto... Calma, eu amo meu povo, mas se eu quiser aprender mesmo, vou ter que me obrigar a falar a língua que estou aprendendo... até para as coisas mais básicas...
Outro coisa importante a obersvar são os valores cobrados por empresas especializadas em intercâmbios... É preciso pesquisar muito bem antes de se individar... A diferença de uma empresa para outra muitas vezes é ridícula. Além disto, o melhor mesmo é contratar uma empresa por indicação de quem já tenha ido, pois o que tem de empresa falcatrua não é mole.
Claro que o melhor é e mais barato é fazer tudo direto, acertar diretamente com a escola na qual se vai estudar, a economia é significativa, o trabalho para conseguir também.


Alguns links de empresas que oferecem intercâmbio:
STB - Student Travel Bureau
World Study
IE-Intercâmbio

E por aqui ficam os meus posts sobre idioma, pelo menos por enquanto, espero que tenham gostado e que minhas dicas tenham sido úteis... Ah, não se acanhem, podem comentar... Vejo o número de visitas aumentar cada dia, mas comment que é bom... nenhum... num vale falar de boca ou mandar e-mails, comenta que eu gosto!

01 novembro, 2007

Quer falar outro idioma? [5ª Parte]

Primeiro quero pedir desculpas por não ter postado nos últimos dias... Sei que muitas pessoas que estão aprendendo Inglês ou outra língua, têm vindo aqui por indicação de alguns amigos meus, para pegar as dicas e os links que tenho postado... Buenas, eu estava doente, mas estou retornando hoje.

O assunto de hoje é: Lições gratuitas

Mais uma entre tantas maneiras de aprender uma outra língua, as lições gratuitas, ou Free Lessions (in English). São muitos exercícios e na maioria das vezes podemos ver as respostas depois de concluí-los podendo identificar onde erramos. E como aprendemos com nossos erros... Por isto eu digo e repito que devemos falar, escrever e ler sem medo de errar. Entre os sites que oferecem lições, um dos mais interessantes é o
English Club pois oferece muitos recursos e muito bem detalhados, impossível não aprender... Volto a citar também o CDLP On line que em minha opinião é o mais tri (o melhor) de todos.

Good trip! ;-)

Links:
English Page
English Baby
English To Go
English Learner
Espeak English Free
English On Line
Word English

29 outubro, 2007

Quer falar outro idioma? [4ª Parte]


Depois de muito esforço estudo e persistência, cheguei num nível em que o que mais me faltava era vocabulário, isto é, conseguia me comunicar bem, porém para algumas palavras me faltava saber todos os seus significados, quando e como utilizá-las, volto aos dois exemplinhos “Get” e “Take”... E o que dizer dos verbos frasais, ou “Phrasal Verbs”? Estes sim deixam qualquer um doido... Huahuahauaha!!!!
Buenas, o site
Answer é uma boa dica para quem já tem um bom entendimento do idioma inglês, lá podemos procurar os tantos significados de palavrinhas cabeludas como as citadas acima.
Já para Phrasal Verbs, indico o dicionário de verbos frasais do site Englsih Page. O negócio para os verbos frasais, assim como para todo o resto é praticar. Pouco importa se no começo sair algo errado, seja o sentido, o significado ou até mesmo a pronúncia... Só se vai aprender praticando.
Falando em pronúncia, há um site muito bacana com textos para ler e ouvir, depois exercícios bem legais para treinarmos, os site divide os conteúdos por tema, o que nos dá bastante opções para focarmos o nosso aprendizado naquilo que queremos... O site é o
CDLP On Line. Dica quentíssima!!!
Outros links:

26 outubro, 2007

Quer falar outro idioma? [3ª Parte]


Amigos Virtuais... English Speakers

Depois de entrar em todos os grupos possíveis e imagináveis sobre Inglês no Yahoo Grupos, acabei conhecendo um monte de gente e trocando muitas figurinhas. E embora pareça que todo mundo quer aprender só Inglês ou Espanhol, há bastante gente querendo aprender Português... Principalmente quem tem negócios no Brasil, é casado (a) com brasileiros (as), ou simplesmente adora este lugar e quer vir para cá e se comunicar bem.

Quando estamos nestes grupos, muitas vezes parece que estamos entrando em uma família. Acabamos nos identificando mais com alguns membros e por fim acaba nascendo uma certa amizade, aí começa aquela estória de mandar e-mail diretamente para a pessoa, adicionar no
MSN, etc... E foi assim, fazendo amizade com estas pessoas que começou uma outra etapa importante do meu aprendizado.
As pessoas que não falam Português e querem aprendê-lo geralmente são as melhores para conversarmos, afinal, estão na mesma situação que a gente... Aprendendo! Aí conversar com estes se torna uma aula muito engraçada... Eu fazia o seguinte com meus amigos virtuais que estavam aprendendo nosso idioma... Combinava com eles que eu escreveria em Inglês e eles corrigiriam meus erros, e eles escreveriam em Português e eu faria o mesmo por eles. Quando estava na casa da minha amiga Renata, ainda tinha webcam e microfone. Aí era para morrer de rir... Tanto eles riam dos meus erros quanto eu ria dos erros deles. Mas com muito respeito é claro, é que a gente se sente mais á vontade, já que estamos todos aprendendo... É muito engraçado e uma bela lição de paciência e compaixão ouvi-los dizer coisas do tipo “Eu querer morar no Brasil”, do mesmo jeito que deve ter sido hilariante para eles escutarem coisas do tipo “She have a dog”. É algo bem gratificante, pois não ficamos travados e com vergonha de errar, de ser julgados ou ridicularizados por não sabermos bem o idioma ainda.
Após alguns meses fazendo isto já me sentia bem mais á vontade para falar in English, então alguns amigos e amigas começaram a me pedir o meu número de telefone, para que eu pudesse treinar sem nenhum tipo de recurso para auxiliar por perto, ou seja, eu ia ter que falar, sem tempo de olhar no dicionário on line alguma palavra que eu não tivesse entendido... Huahauahuahauhaua!!! Bem, para quem quiser tentar isto a dica é, depois de dizer “Hi”, peça para que a pessoa fale devagar e auto, pois dependendo do seu nível de Inglês talvez seja bem difícil entender o que eles falam. Não eles não falam muito rápido, nós é que não estamos habituados, ainda não dominamos a língua... Eles também acham que a gente fala em Português muito rápido... No começo a frase que eu mais dizia era “Could you repeat again?” (Você pode repetir?)... LOL!

Outra coisa que eu adorava fazer quando falava com alguém no
MSN, era escrever determinada palavra, que eu sabia escrever, sabia o significado, mas não tinha a mínima idéia de como pronunciar. Aí eu mandava a palavra e pedia que a pessoa do outro lado pronunciasse para mim... Então eu tentava o mesmo, até aprender, depois fazia frases com a palavra e a pessoa corrigia minha pronuncia...

A grande questão aqui é não ter medo, arriscar-se, meter a cara e dane-se se sair algo errado ou se alguém vai rir se as palavras não saírem exatamente como deveria ser, afinal quem está abordo da nave mãe chamada Terra, está aqui para aprender... Não apenas outro idioma, há tanto para ser aprendido... Então, relaxa e segue em frente!

25 outubro, 2007

Quer falar outro idioma? [2ª Parte]


Grupos e Fóruns

Ok, lá estava eu fazendo curso de Inglês, lendo tudo que encontrava sobre a Selena com a ajuda dos tradutores on line e tals. Só que me aborrecia certas traduções, como por exemplo, “Selena’s fan” que quer dizer “Fã da Selena” era traduzido como “Ventilador de Selena”, ah fala sério... Decidi pedir ajuda. Mas as dúvidas eram tantas que a professora se limitava a responder apenas algumas das minhas perguntas, pois se respondesse todas, não teríamos aula... hauhauhauahua!!!

Então eu tive a “brilhante” idéia de procurar no
Yahoo Grupos, algo relacionado a aprender Inglês e Português, se tinha vários grupos sobre a Selena, com certeza teria sobre English and Portuguse... Achei diversos grupos sobre o assunto. Entrei em todos que encontrei... Acabei criando um problema, pois tinha dias que eu recebia mais de 500 mensagens por dia. Então decidi continuar sócia de todos, mas lia as mensagens diretamente no site dos grupos, selecionando o que me interessava, continuei recebendo mensagens somente de um deles.

Estes grupos são uma bela fonte de aprendizado, rolam muitas dicas, arquivos em pdf com lições da língua que se está aprendendo, dúvidas e mais dúvidas de outros membros que acabam por sanar nossas próprias dúvidas... Sem contar que se faz muitas amizades... mas isto é assunto para o próximo post... Ah, também rola algumas baixarias de vez em quando... hauhauahuahauauh!!! Mas abstrair faz parte do aprendizado... LOL!

Além do
Yahoo Grupos existem fóruns, diversos fóruns sobre o assunto. Há tanta gente com dúvida e tanta gente querendo ajudar. No meu caso, estou aprendendo Inglês, um dos fóruns mais bacanas que eu freqüento é o EMB do site English Made in Brazil. Vale a pena conferir.

Grupos do Yahoo Sobre Inglês:
Englishportuguese
Estudaringles
Englishexperts
AmericanAccentTraining
EnglishMates
Englsihportuguesehelp

24 outubro, 2007

Quer falar outro idioma? [1ª Parte]

Idiomas! Quem não conhece alguma palavra em outro idioma? Muitos se interessam por de fato aprender outra língua e o fazem com tamanha dedicação. Outros tremem só de pensar na quantidade de “y” e “w” que existe no Inglês, ou então na grafia do Chinês, na pronúncia do Árabe... E assim por diante.

Para falar outro idioma, é preciso muito mais que fazer um curso, pois duas aulas de uma hora e meia por dia, não vão te ensinar tudo que precisas aprender. Dedicação é fundamental. Digo por experiência própria. Fiz um curso de Inglês de 8 semestres, ou seja, 4 anos e garanto que ainda tenho muito para aprender. Mas aprendi bastante, o curso foi fundamental é claro, principalmente no começo, no curso a gente aprende as regras gramaticais, como conjugar os verbos, bastante vocabulário, enfim, toda a estrutura da língua. Mas sem prática, sem meter à cara a tapa, o curso se transforma só em passa-tempo.

O post de hoje é sobre como aprender de verdade outro idioma. Não é uma fórmula mágica, é apenas meu relato sobre como eu aprendi Inglês e podem acreditar, tem funcionado muito bem para mim e para todos que adotam meu “método” huahuahauhau!!!

Como o assunto dá pano para manga, vou postar um pouco cada dia. Lá vai:

1ª Parte – Tradutores e Dicionários on line.

Comecei a aprender inglês porque sou fã da Selena, fazia parte de vários grupos sobre ela no Yahoo Grupos e por muitas vezes links com reportagens e novidades sobre ela eram enviados por outros membros, só que em Inglês... Normal né, afinal ela nem é tão conhecida aqui. Só que eu queria ler, mas meu inglês se limitava a uma meia dúzia de palavras que havia aprendido no colégio (Love, apple, you, my, etc...). Como para quem trabalha com TI o inglês é fundamental, decidi juntar o útil ao agradável. Lá fui eu me matricular no curso de Inglês oferecido pela universidade onde eu estudo.

No primeiro e no segundo semestre eu bem que tentava ler as tais notícias sobre a Selena e qualquer outra coisa que aparecia em Inglês. Toda metida me achava o máximo por entender umas cinco ou seis palavras em um parágrafo inteiro. Como não tinha saco para procurar no dicionário todas as outras que eu não entendia, copiava o texto e colava no dicionário on line
Babel Fish para saber logo do que se tratava o tal texto. Era uma esbórnia, pois infelizmente estes tradutores não traduzem sentido.

Quer um exemplo? A palavra
get, ai Zeus, existe uma porrada de traduções para esta palavrinha que me deixava doida no começo, com aquela sensação de que eu nunca iria aprender. Se alguém diz “Get it?” está querendo dizer “Entendeu?”, mas o tradutor traduz como “Comece-o?”. Outra frase muito conhecida do Inglês “He drives me crazy” que quer dizer “Ele me deixa louca” o tradutor traduz “Dirige-me louco”. Dirigir? Pois é, como eu disse, ele não traduz sentido, ou seja, não é um método muito eficiente, mas ajuda bastante quando se está no início. Por falar em eficiência, uma coisa que funciona bem é usar a palavra “get” quando não se sabe o que usar... Me dei conta disto depois de um tempo e muitos amigos que foram para o exterior, me dizem que é tiro e queda. No final, descobri que “get” era meu aliado. Voltando aos tradutores on line... Eles ajudam, só não vale ficar dependente deles. Funciona melhor traduzir do Português para o Inglês. Mas como eu disse o bicho não traduz sentido, então quando perceber que uma palavra não ficou lá estas coisas, melhor recorrer ao dicionário... de papel.

Conforme o tempo vai passando e vai se aprendendo mais a língua, menos se utiliza este tipo de tradutor. Eles começam a servir para traduzir uma única palavra que não se entendeu no texto. Mas aí volta a questão do sentido... Quer outra palavra que tem outra porrada de significas?
Take! Eita palavrinha que me dirige louca.... huahauahuahua... It drives me crazy! Pode-se dizer tanta coisa usando esta palavrinha mágica... Assim como o get!

Falando em dicionário, existem diversos dicionários excelentes na web. Estes já são para quando nosso entendimento da língua está mais avançado, quando queremos a tradução de uma ou outra palavra ou sentido. Um que uso até hoje é o
Ultralingua, com certeza um dos melhores que já utilizei, é uma beleza, traduz sentido e ainda há explicação sobre a palavra, conjuga verbos, mostra por extenso os números... Só que o uso é limitado, óbvio que uma ferramenta destas não iria ser totally free. Of course!

Mas vejam bem, infelizmente estes dicionários funcionam muito bem se a língua for o Inglês, ou seja, para traduzir do Inglês para Português e vice-versa. Na realidade eles traduzem de determinada para o Inglês e de tal língua para o Inglês... Não achei nenhum que traduza do árabe para japonês por exemplo.

Tradutores on line:
Google – Ferramenta de Idiomas
Babel Fish
Clube do Professor
Tradutor Online
World Lingo
Tio Sam

Dicionários:
Ultralingua
Meus Dicionários
OneLook
UOL - Babylon
Ectacto
MSN - Encarta

19 outubro, 2007

DE ONDE VIRÁ O GRITO?

Mais um excelente texto de Arnaldo Jabor, que conseguiu neste traduzir um pouco da nossa alma gaúcha. Sim, chimarrão por aqui não é só “tomar chimarrão” é integração. Viva o povo gaúcho!

DE ONDE VIRÁ O GRITO?

Num texto anterior introduzi o conceito de "Ressentimentos Passivos”. Para relembrar, lá vai um trecho: "Você também é mais um (ou uma) dos que preenchem seu tempo com ressentimentos passivos? Conhece gente assim? Pois é. O Brasil tem milhões de brasileiros que gastam sua energia distribuindo ressentimentos passivos. Olham o escândalo na televisão e exclamam "que horror". Sabem do roubo do político e falam "que vergonha". Vêem a fila de aposentados ao sol e comentam "que absurdo". Assistem a uma quase pornografia no programa dominical de televisão e dizem "que baixaria". Assustam-se com os ataques dos criminosos e choram "que medo". E pronto! Pois acho que precisamos de uma transição "neste país". Do ressentimento passivo à participação ativa".

Pois recentemente estive em Porto Alegre, onde pude apreciar atitudes com as quais não estou acostumado, paulista/paulistano que sou. Um regionalismo que simplesmente não existe na São Paulo que, sendo de todos, não é de ninguém. No Rio Grande do Sul, palestrando num evento do Sindirádio, uma surpresa. Abriram com o Hino Nacional. Todos em pé, cantando. Em seguida, o apresentador anunciou o Hino do Estado do Rio Grande do Sul. Fiquei curioso. Como seria o hino? Começa a tocar e, para minha surpresa, todo mundo cantando a letra! "Como a aurora precursora / do farol da divindade, / foi o vinte de setembro / o precursor da liberdade”.

Em seguida um casal, sentado do meu lado, prepara um chimarrão. Com garrafa de água quente e tudo. E oferece aos que estão em volta. Durante o evento, a cuia passa de mão em mão, até para mim eles oferecem. E eu fico pasmo. Todos colocando a boca na bomba, mesmo pessoas que não se conhecem. Aquilo cria um espírito de comunidade ao qual eu, paulista, não estou acostumado.
Desde que saí de Bauru, nos anos setenta, não sei mais o que é "comunidade". Fiquei imaginando quem é que sabe cantar o hino de São Paulo. Aliás, você sabia que São Paulo tem hino? Pois é... Foi então que me deu um estalo. Sabe como é que os "ressentimentos passivos" se transformarão em participação ativa? De onde virá o grito de "basta" contra os escândalos, a corrupção e o deboche que tomaram conta do Brasil? De São Paulo é que não será. Esse grito exige consciência coletiva, algo que há muito não existe em São Paulo.

Os paulistas perderam a capacidade de mobilização. Não têm mais interesse por sair às ruas contra a corrupção. São Paulo é um grande campo de refugiados, sem personalidade, sem cultura própria, sem "liga"... Cada um por si e o todo que se dane. E isso é até compreensível numa cidade com 12 milhões de habitantes.
Penso que o grito - se vier - só poderá partir das comunidades que ainda têm essa "liga". A mesma que eu vi em Porto Alegre. Algo me diz que mais uma vez os gaúchos é que levantarão a bandeira. Que buscarão em suas raízes a indignação que não se encontra mais em São Paulo.
Que venham, pois. Com orgulho me juntarei a eles.
De minha parte, eu acrescentaria, ainda: “... Sirvam nossas façanhas, de modelo a toda terra...”.

Arnaldo Jabor

17 outubro, 2007

Coisas ou escritos ocultos...

Coisas ou escritos ocultos... Esta é a definição para “Apócrifo”. Estou voltando ao assunto, pois além de interessante me faz ter vários questionamentos... Algumas questões foram respondidas por um grande estudioso do assunto, meu professor de Religião e Humanismo na faculdade. Para muitos é apenas uma cadeira para “encher lingüiça”, para a faculdade tirar dinheiro da gente, já que é obrigatória para todos os cursos, pois é uma universidade católica. Para mim não, para mim é a oportunidade de discutir com alguém que entende do assunto este tipo de questão. É claro que se o cara fosse um tapado com uma visão parcial ou se ficasse tentando me doutrinar, eu nem dava papo para ele. Mas não é o caso aqui, o cara é muito inteligente, imparcial e sabe o que está falando. Tenho aprendido muito com ele e fico embriagada com suas aulas, pois ele apresenta a religião do ponto de vista de um estudioso, de um pesquisador, não de um padre... Embora o seja! Muitas coisas agora fazem sentido para mim, consegui finalmente confirmar que alguns exageros sobre Deus e religião não são verdadeiros.


Bom, voltando aos apócrifos... Fiz algumas dezenas de perguntas ao professor (ele deve ter ficado tonto com tantas perguntas) que me respondeu prontamente. Com suas respostas pude confirmar que a Igreja Católica realmente escolheu os evangelhos de maneira parcial. Não pude confirmar com ele se é verdadeiro o casamento de Jesus e Maria Madalena, embora ele tenha dito que seja bastante provável e me explicado os motivos de não quererem que Jesus fosse visto como um homem comum que tinha namorada, esposa e tudo mais... Ele precisava parecer o mais puro possível e sexo não era algo considerado muito puro naquela época. Especificamente sobre os apócrifos, embora muitos sejam incontestáveis, muitos também são considerados “balelas” por diversos estudiosos... É que muitos não aceitavam o fato de não haver nada relatado (ou pelo menos conhecidamente relatado até aquele momento) sobre a vida de Cristo da infância até seus trintas... Então algumas pessoas começaram a escrever sobre isto, mas muitas vezes sem fundamentação nenhuma, e por muitas vezes coisas absurdas como, por exemplo, a narração que diz que Jesus com seus “poderes” matou um garoto por vingança.

Mas uma vez, tomei conhecimento dos motivos que fizeram a imagem da mulher ser tão degradada na história. Jesus tinha mulheres também como discípulas... Mulheres inteligentes, de atitude, verdadeiras sábias... Mas como mulher sangra todo mês e dá a luz a filhos (mais sangue), eram consideradas impuras, tanto que rituais de purificação eram feitos quando do nascimento de uma criança. Então elas ficavam entre o que é “sagrado e puro” e o que é “impuro”. Como dizer que Jesus, o filho de Deus, andava no meio do “impuro”? Não dava né? Tinham que destorcer tudo... Ainda bem que existem pessoas que trazem a verdade à tona!

Links relacionados:
Wikpedia
Wikbooks
Os apócrifos do antigo testamento

16 outubro, 2007

Datas importantes no combate à violência contra a mulher


Assim como ontem, hoje vou escrever sobre o assunto que me cercou o dia inteiro... A violência contra a mulher. Dando destaque a algumas datas que achei bem interessantes até porque desconhecia algumas...
É impressionante como há violência contra a mulher e pior de tudo, geralmente a violência acontece dentro de casa, por parte daquele que deveria amar e respeitar a mulher. O que dizer sobre os números então? Se mesmo sendo completamente imprecisos já são assustadores, imaginem se fossem precisos? Acontece que ainda há muitas mulheres, talvez a maioria, que não denunciam a violência sofrida, principalmente nas camadas mais pobres. Por medo, por dependência financeira, por vergonha, por ignorância... São tantos os motivos! E há lugares no mundo em que a situação fica bem pior, já que bater em mulheres é um coisa aceitável em diversas culturas, aliás, é uma cultura... Em países como o paquistão, milhares de mulheres são deformadas ou morrem vítimas de ácido... É, ácido? O FDP se acha no direito de atirar ácido em uma mulher e atira... A polícia? Bem, vamos rezar para que a pobre não seja estuprada na delegacia...
Vamos a alguns números:
* Em algum momento de suas vidas, metade das latino-americanas é vítima de alguma violência (Fonte: Unifem, 1999).
* De acordo com a Organização de Saúde, de 85 a 115 milhões de meninas e mulheres são submetidas a alguma forma de mutilação genital por ano, em várias partes do mundo. (ONU, 1999). * Estima-se que pelo menos uma vez ao ano, 50% das mulheres árabes casadas são espancadas por seus maridos e 25%, uma vez a cada seis meses (Control Ciudadano, Instituto Del Tercer Mundo, 1999).
* Em 1993 o Banco Mundial diagnosticou que a pratica de estupro e de violência doméstica são causas significativas de incapacidade e morte de mulheres na idade produtiva, tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento.
* No Brasil a cada 4 (quatro) minutos uma mulher é agredida em seu próprio lar, por uma pessoa com quem mantém uma relação de afeto.
* O Banco Mundial estima que uma em cinco mulheres no mundo já foram atacadas física ou sexualmente.
(Fonte:
Mídia Independente)


Um gráfico para ilustrar melhor a situação no nosso país:

Isto tudo é muita chinelagem com as mulheres, eu fico enlouquecida de raiva quando leio, vejo e penso a respeito. Como se tudo isto não bastasse, existem uns retardados que prostituem, desvalorizam e diminuem a imagem da mulher, na realidade acabam com a imagem da mulher, lançando campanhas horríveis, de péssimo gosto como esta aqui abaixo. Que maneira mais canalha de incentivar o abuso às mulheres.

Datas importantes
Em todo o mundo o combate à violência contra a mulher se constituiu em uma preocupação fundamental dos movimentos sociais, a começar pelo movimento de mulheres em meados da década de 1970.Para marcar a importância do tema e mobilizar ações e a atenção da sociedade, são destacadas as seguintes datas relacionadas à violência contra mulheres e meninas:
18 de Maio - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A Lei nº. 9.970, de 17 de maio de 2000, instituiu o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A finalidade dessa comemoração é sensibilizar e mobilizar a sociedade brasileira.Mais informações com o Cecria - Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes: cecria@cecria.org.br
6 de Junho - Dia da Adoção da Convenção de Belém do ParáEm 6 de junho de 1994 foi aprovada pela Assembléia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) a Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência Contra a Mulher, conhecida como Convenção de Belém do Pará, que foi ratificada pelo Brasil em 27 de novembro de 1995.
25 de Novembro - Dia Internacional da Não-Violência contra a MulherUm dia para lembrar, protestar e mobilizar contra a violência à mulher.Definido no I Encontro Feminista Latino-Americano e do Caribe, realizado em 1981, em Bogotá, Colômbia, o 25 de Novembro é o Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. A data foi escolhida para lembrar as irmãs Mirabal (Pátria, Minerva e Maria Teresa), assassinadas pela ditadura de Leônidas Trujillo na República Dominicana. Em 25 de novembro de 1991, foi iniciada a Campanha Mundial pelos Direitos Humanos das Mulheres, sob a coordenação do Centro de Liderança Global da Mulher,que propôs os 16 Dias de Ativismo contra a Violência contra as Mulheres, que começam no 25 de novembro e encerram-se no dia 10 de dezembro, aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamada em 1948. Este período também contempla outras duas datas significativas: o 1o de Dezembro, Dia Mundial da Luta contra a AIDS e o dia 6 de Dezembro, Dia do Massacre de Montreal (leia mais sobre o 6 de Dezembro)Em março de 1999, o 25 de novembro foi reconhecido pelas Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher.Fonte: Rede Feminista de Saúde, RedeFax, 26/ 2003.
6 de dezembro - Dia do Massacre de MontrealO dia 6 de dezembro ficou conhecido como o dia do Massacre de Montreal em memória das 14 estudantes de engenharia que foram assassinadas em sala de aula, por um homem de 25 anos que deixou um bilhete no qual dizia: “as mulheres são responsáveis pelos fracassos dos homens; toda mulher que cruza o caminho de um homem bem-sucedido deve ser castigada; e as mulheres bem-sucedidas não aceitam ser protegidas por um homem”.As 14 mulheres assassinadas tornaram-se um símbolo, uma representação trágica da injustiça praticada por homens violentos contra as mulheres. Em 1991, o Governo do Canadá proclamou o dia 6 de Dezembro como o Dia Nacional de Lembrança e Ação sobre a Violência contra as Mulheres. Desde então, vários homens e grupos de homens e de mulheres reuniram-se em torno da Campanha do Laço Branco para dizer que nem todos os homens cometem violências contra as mulheres.
10 de dezembro - Dia da Internacional dos Direitos HumanosA data celebra a adoção, em 1948, pela Organização das Nações Unidas (ONU), da Declaração Universal dos Direitos Humanos. A Declaração nasceu em resposta à barbárie praticada pelo nazismo contra judeus, comunistas, ciganos e homossexuais e também às bombas atômicas lançadas pelos Estados Unidos sobre Hiroshima e Nagazaki, matando milhares de inocentes. É a partir dessa Declaração que começa a se desenvolver o Sistema Internacional dos Direitos Humanos mediante a adoção de inúmeros Tratados Internacionais voltados à proteção dos direitos fundamentais. Entre eles a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Descriminação contra a Mulher CEDAW - adotada pelas Nações Unidas em 18 de dezembro de 1979.
(Fonte:
Portal Violência Contra a Mulher)


Outros links interessantes: